Jura secreta 45

em

O amor, os desejos, as musas e a própria linguagem como meio inalcansável de se atingir, paradoxalmente, um afeto…

Artur são todos
Artur são tantos
Artur são muitos
Artur são quantos…

O Amor é a coisa mais torta
que habita aqui, dentro de mim.
Teu céu da boca,

Artur,

é a porta
onde o poema não tem fim.

de Dante a Chico Buarque
todos poetas já cantaram suas musas

beatriz são todas
beatriz são tantas
beatriz são muitas
beatriz são quantas

algumas delas na certa
também já foram cantadas
por este poeta insano e torto
pra lhes trazer o desconforto
do amor quando bandido

beatriz são nomes
mas esta de quem vos falo
não revelo o sobrenome
está no filme sagrado
na pele do acetato
na memória do retrato

beatriz no último ato
da divina comédia humana
quando deita em minha cama
e come do fruto proibido

Artur Gomes
http://youtube.com/carnavalha
fulinaima samba blues rock poesia
contato: fulinaima@gmail.com

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Ana Peluso disse:

    Eita coisas lindas que esse Artur escreve!
    Tudo muito gostoso por aqui!
    Milbeijos!

    Curtir

!Inquiete-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s