Poemas ao Espelho – Parte 9

(Gostaria de agradecer a Carlos Machado por boa parte dos poemas transcritos aqui!)

Evandro A. Maciel

Instâncias

Já não é Poesia o que busco
Esta já me tem alcançado
Ora prendo-me a algo maior
Embaraçado entre os fios de meus cabelos
E meu queixo baixo.

Nem seria um ser almado
Posto que a alma é algo velho
Mas a um inteiro corpo que se mostra
Frente ao espelho.
Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. Moacy Cirne disse:

    Oi, a sua escolha dos poemas é bastante criteriosa. Em bom português: vale a pena visitá-la. Espero fazê-lo com a devida regularidade, e não mais de forma tão aleatória…Um abraço.

    Curtir

  2. Olá, Moacy.Primeiramente, obrigada pela visita e pelas palavras.Bom, considero-me bastante criteriosa com relação ao que leio e escrevo sim. Aliás, sou mais exigente com literatura que com qualquer outra coisa na vida, já que ela é meu ganha-pão (sou editora).Confesso que, para esta “enxurrada” de poemas ao espelho, contei com a valiosa inspiração e ajuda dada, involuntariamente, por Carlos Machado, que mantém o boletim Poesia.Net, o qual eu assino e recomendo fortemente.Fica aí, então, outra dica de leitura… 😉Um abraço.

    Curtir

  3. Oi, Bia, adorei, adorei, estou emocionadíssimo de figurar entre esses gênios da Literatura! Eu, que tanto os admiro, tão pequeno frente a sua grandiosidade… obrigado por isso.A seleção de poemas está incrível, e as imagens… lindas! beijos

    Curtir

!Inquiete-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s