Este, e outros, e tantos amores…

De repente, uma pequena discussão sobre o amor, no Facebook, transforma-se em cenário de guerra. Não é absurdo? Talvez, nem tanto. O tema é polêmico e, ainda que defendamos com unhas e dentes sua existência, nem sempre estamos convencidos dela.

Hoje, a nostalgia me fez percorrer caminhos novos na internet. Eis que descubro algo que me (en)canta bem:




Este amor

Este amor no va a volver.
Se fue como un gato
al que nadie quiere.

No va a volver este amor.
Se escapó como un pájaro
que huye entre las ramas.

No va a volver
a pesar de los sueños
y las palabras, los paseos
por el campo, la playa,
las olas entre los pies,
la ciudad y sus cafés.

Tantos recuerdos que quedan.

Este amar no va a volver
porque ya desde antes sabíamos
que era de olvidos y adioses,
de puertas abiertas, de vuelos,
de más encuentros
para decirnos adiós después.

De: Una tierra extraña

JULIO TORRES RECINOS

***********
Mulher que diz tchau

Levo comigo um maço vazio e amassado de Republicana e uma revista velha que ficou por aqui. Levo comigo as duas últimas passagens de trem. Levo comigo um guardanapo de papel com minha cara que você desenhou, da boca sai um balãozinho com palavras, as palavras dizem coisas engraçadas. Também levo comigo uma folha de acácia recolhida na rua, uma outra noite, quando caminhávamos separados pela multidão. E outra folha, petrificada, branca, com um furinho como uma janela, e a janela estava fechada pela água e eu soprei e vi você e esse foi o dia em que a sorte começou.

Levo comigo o gosto do vinho na boca. (Por todas as coisas boas, diziamos, todas as coisas cada vez melhores que nos vão acontecer.)

Não levo uma única gota de veneno. Levo os beijos de quando você partia (eu nunca estava dormindo, nunca). E um assombro por tudo isso que nenhuma carta, nenhuma explicação, podem dizer a ninguém o que foi.

Eduardo Galeano, em Vagamundo


Por este último texto, agradeço à Anana.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. sueli aduan disse:

    ..Se fue como un gato
    al que nadie quiere.

    Belos Poema/Imagem.

    e a sua tb poética constatação!
    descubro algo que me (en)canta bem.
    adorei!

    Curtir

  2. Um beijo, Sueli, nos teus olhos carregados de poesia!
    Estou voltando com o blog hoje. És a primeira visita por aqui nesta retomada! És mais que bem-vinda, sempre!

    Curtir

!Inquiete-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s