no coração da Vila Romana

da varanda da minha casa, eu sinto o cheiro do café da vizinha, escuto a história do moço sem nome que soluça ao telefone pedindo pra namorada voltar. da varanda da minha casa, eu vejo a brincadeira das crianças entre o céu e o inferno, por dias e noites, e o jogo abandonado nas madrugadas….

FLAP – é preciso

Ainda é preciso falar dela. Mas, ao contrário de outras pessoas, eu não esqueci, nem dela, nem das outras. Estava esquentando as letras, afiando as setas para, enfim, como boa-brasileira-que-deixa-tudo-pras-últimas-horas, acertar o alvo. Ainda é preciso falar dela. São 08 anos de história, tantas paisagens em seu (breve?) histórico. Menina brejeira, que brinca com o…