outono em transe

habitar o espaço do corpo no infinito [entre] das coisas. transbordar o tempo-magma no bloco maciço dos dias____ repermitir o salto-dentro, esticando a pele das dobras na absoluta generosidade ao que falta: eis a partitura das folhas nesta manhã outonal [eu não sei cozer um laço, mas somos dois e um e tantos] e dentro…

Outro Território para habitar as Artes

Lancei, ontem, um novo território para falar sobre Artes [mesmo assim: no plural] e seus múltiplos processos criativos. O Por um Triz! permanece: solo onde fertilizo potências poéticas em [des]construção. Sobre o Território des Arts, aqui: http://territoriodesarts.home.blog Convido-os, com 💕 e xícara de café na mão ☕☕!! Bea

[gênese antropoética]

foi de um despudoramento quase juvenil: na minha cama, àquela noite, woolf comeu clarice e llansol, por cima de meus lençóis. virgínia já não era possível, e devorei-a precisamente por isso.                                          [não se passa impunemente por uma orgia antropofágica] antes de devorá-la, sentenciei: – teu nome será bárbara: único caminho a seguir. bárbara llanspector habita,…

{Vídeo} O Artista em crise (Sobre Arte e Política)

No último domingo, publiquei um vídeo falando sobre os acontecimentos recentes na minha vida, referentes ao meu posicionamento político nas redes sociais, minha tentativa de desistir de tudo e… A volta por cima! Resolvi gravar este vídeo para, quem sabe, ajudar outras pessoas que estejam passando pelo mesmo tipo de constrangimento ou de coerção, neste…

desdém

escrever o voo do pássaro, sendo o pássaro descrito no tempo__descrever o percurso do tempo, sendo o tempo que sopra as asas do pássaro. ser o ninho e o bando não narrados que o pássaro carrega na trajetória do voo. ser o voo__que existe a despeito do pássaro__e a altura e o rés que contêm…

O Percurso da Escrita {Curso Online GRATUITO}

É transbordando de AMOR & Alegria que eu compartilho: a AddVerbo Escrita está voltando às atividades agora, em 2017!! E, para marcar essa volta, a gente tem um presente pra vcs: neste dia 12 de junho, dia dos namorados no Brasil, a gente quer que vc se reconecte com a PAIXÃO pela sua ESCRITA! Para…

A releitura de António

Num depoimento especialíssimo (e completamente improvisado), António faz a releitura crítica do texto que dediquei a ele. [Amizade muita. Saudade muita.]

Aquela palavra – 5/30: Interstícios

o escombro do medo; o ato deliberado; o assombro dos corpos____ vantagem de quem negligencia pudores estar de volta não é estar só; é estar inteira antes do próximo parágrafo [quem perdeu a chance dos reinícios, perdeu, na curva da vírgula, o caminho para se recapitular_____ e quedou so- li- tá- rio no mesmente dos…

para gráphos

ela devia bagunçar letras, manchá-las de sangue enquanto cortava as unhas com as sílabas truncadas. recriar o caos de modo a permanecer na constante mutação das coisas. e inverter os verbos. {você lembra daquele lance dos abismos, dos quais ela sempre se joga? claro que lembra. era uma força maior. uma força de se reinventar….

corpo-fios

olhar pelo ângulo da faca. florescentemente flor e ser no perímetro-ventre a voz libidinal {entre}: _______ corredores cores & portas velar a matéria-futuro com um suspiro-incógnita do corpo que se conceda troncos e libélulas sombrear palavras a rasgar a luz sendo, verozmente, nos espaços-vacilantes: pulso-ventre-sibila-raiz liquidamente desfaz-se a nuvem contida na dureza –  de nascer…

Rosa de Pedra {Fragmentos do Cotidiano}

Matei o cacto que ganhei de minha irmã. Uma perfeita Rosa de Pedra, de talos robustos alinhados num centro, aspirando, loucamente, por serem espiral. Aquele vaso miudinho me acompanhava por onde eu fosse: se ia escrever na mesa ao ar livre, ia comigo. Se carregava Bolaño para a varanda, a suculenta sentava-se ao meu lado….

[GRATIDÃO] Nasceu o Work In Progress… e meu <3 é só Amor!!

Este é um post de gratidão. Um post para agradecer de alma aberta a todXs que estiveram presente neste momento tão importante para mim! ^_^ [E não me refiro apenas aos que estiveram presente fisicamente…] O Work In Progress nasceu como projeto há alguns meses, em Guimarães, lá no Café do meu querido Centro Cultural…

Aquela Palavra – 4/30: para quando não estiveres aqui

pensar o eu como um corpo – um bâtiment em construção; um espaço, transatlântico, tempo – terra em travessia – um ato perpendicular de alguém que marcha em[tre] nós: navio. porque em cada traço – esculpido ou ao acaso existe uma lição; uma redação; um destino. nós como um corpo em transatlântica construção o impaciente…

parto tanto

o dia hoje tem vento e fumaça nos olhos penetrando na pele. portugal queima. e às vezes pode ferir. por aqui, dia de mudança, colocar os livros em ordem na estante fictícia arrumar gavetas – também fictícias – e papeis para o próximo passo >> buscar um <você> possível do outro lado da linha e…

Lançamento do meu livro: “Onde as Palavras não tocam” – \o/

 O nascimento de um filho a gente nunca esquece… Do primeiro livro, também não! Foram tantos os acontecimentos desta última semana que nem sabia muito bem por onde começar, mas inicio a “onda” de propagação das novidades por aquela que teve tantos meses de maturação dentro de mim: o nascimento do meu primeiro livro: “Onde…

teu texto sentido

pense no som no som da palavra percebe que o texto é nada, senão som em movimento atenta para o corpo em forma que se forma primeiro, com traços delgados, quase tímidos. sem cicatriz nem sobrenome, cresce até eriçar os músculos, ter contornos de uma história lambe as pupilas lânguidas inchadas de mar alto e…

“Aquela palavra” – 3/30: Enovescências

nem terrestre nem celeste: transbordava uma linha dourada nuns olhos espantados e sorriso d´água. Cabelos brancos, criança exacerbada. Brincava longe de casa porque era mais divertido, embora soubesse como voltar. Ainda não tinha nome, mas crepitava. Numa sala de banhos-velhos, onde outrora-mui-antigamente romanos buscavam águas medicinais, no momento de hoje-em-dia estalou partituras a princípio quase…

“Aquela palavra” – 2/30: Adelaide em ponto+cruz

Adelaide tinha um assombro. Existia num assombro. E transitava entre a concretude tangível e a ilinearidade de um porvir perpétuo. Mas não era algo que a trespassasse todos os dias. Não. Adelaide abria mais seus poros à experiência mística quando se propunha, com agulha, tesoura e linha, a bordar sobre as histórias alheias. Precisava, então,…

Um salto para Maud

Não estamos sós. Nunca estamos. Um sopro de vida que ora se apaga é o mesmo que reacende do outro lado da existência. O mesmo que (a)guarda mistérios, emaranhado de perguntas, entrelaçado de um sem-número de possibilidades. Não estamos sós, tia. Nunca estamos. E se o desapego nem sempre é fácil – porque o mergulho…

“Aquela palavra” – 1/30: Jazz em sins maior

#30ideias30dias: “Aquela palavra” – O desafio que me propus será falar das diversas formas do Amor sem citar esta palavra e em textos de, no máximo, 1000 caracteres. Jazz em sins maior Havia chegado em casa quase como por milagre. A roupa do dia anterior ainda no corpo, molhado, testemunhava a noite rouca, tão pouca…

Repensando o Amor, #PorTodasNós, antes de [re]começar

O projeto ReadyMade Interventivo – #PorTodasNós nasceu num período muito delicado da minha vida, tanto pessoal como profissional. Um período de mudança de país, readaptação à nova cultura, reorganização das estruturas de trabalho e de criação literária e uma necessidade de voltar a me expressar criativamente. Nasceu, também, num período de muita turbulência emocional. Atravessei…

ReadyMade Interventivo – #PorTodasNós #6

Descendentes de Erdogan “Uma mulher que nega ser mãe, que se recusa a cuidar da casa, é incompleta e deficiente”, disse ele, pai de 4.   O ready-made é uma manifestação radical da intenção de Marcel Duchamp de romper com a artesania da operação artística, uma vez que se trata de apropriar-se de algo que já está feito e elevá-lo à…

ReadyMade Interventivo – #PorTodasNós #5

Padre 50 anos do Benin acusado de abusar sexualmente e estuprar mulher septuagenária [padre | estupro | septuagenária] na França: crise de denúncias de pedofilia de acusações de abuso infantil de violência sexual de casos antigos [A igreja francesa atravessa uma crise Barbarin] “fato doloroso” para as fontes eclesiásticas O ready-made é uma manifestação radical da intenção…

ReadyMade Interventivo – #PorTodasNós #4

julia 11 anos entrou nas estimativas – como 1 em cada 5 com menos de 18 no mundo – o funcionário 19 anos da loja de seu tio brincavam de forca, de jogo da velha. se ela perdia… ela perdia. no canto da loja. fazia parte da brincadeira brincadeira comum de espaços privados O ready-made é uma…

ReadyMade Interventivo – #PorTodasNós #3

  tantos medos Estupros coletivos Não são tão raros Imagina… vários agressores Homens perguntas de praxe em salas de vidro O ready-made é uma manifestação radical da intenção de Marcel Duchamp de romper com a artesania da operação artística, uma vez que se trata de apropriar-se de algo que já está feito e elevá-lo à categoria de obra de…

ReadyMade Interventivo – PorTodasNós #2

O ready-made é uma manifestação radical da intenção de Marcel Duchamp de romper com a artesania da operação artística, uma vez que se trata de apropriar-se de algo que já está feito e elevá-lo à categoria de obra de arte. O objeto pronto, no caso desta série interventiva de poemas, serão matérias diárias de jornais, retratando a questão de…

ReadyMade Interventivo – Por Todas Nós #1

O ready-made é uma manifestação radical da intenção de Marcel Duchamp de romper com a artesania da operação artística, uma vez que se trata de apropriar-se de algo que já está feito e elevá-lo à categoria de obra de arte. O objeto pronto, no caso desta série interventiva de poemas, serão matérias diárias de jornais, retratando a questão de…

CoCidade

O CoCidade – Festival de Iniciativas Colaborativas chega à sua segunda edição! O dia 26 de setembro de 2015 será o dia do grande encontro de diversos movimentos ligados a colaboração, a ocupação da cidade e de tudo aquilo que vem sendo construído no decorrer das ações do CoCidade, que já estão acontecendo desde a…